Como saber se uma CPU é compatível com a placa-mãe

cpu

Essa é uma dúvida bastante comum que surge quando tomamos a decisão de instalar um novo processador em nosso computador. A ideia é atualizar e melhorar nossos equipamentos, mas antes de lançar é importante ter certeza: Como saber se uma CPU é compatível com a placa-mãe? É isso que tentaremos esclarecer em nosso artigo.

Esta não é uma questão menor, longe disso. Se ocorrerem incompatibilidades entre os CPU e a placa-mãe, podemos enfrentar sérios problemas de desempenho e mau funcionamento. É até possível que, nos casos mais extremos, nem consigamos ligar o computador.

É assim que é importante a colaboração entre a placa-mãe e a CPU, componentes que muitas vezes têm sido descritos como o coração e o cérebro do nosso computador. Ambos têm que trabalhar em harmonia para que tudo funcione bem.

CPU e placa-mãe

Antes de entrar no assunto, é aconselhável esclarecer alguns conceitos básicos. Ainda há quem confunda os dois termos ou não tenha clareza sobre o papel que cada um deles desempenha no funcionamento dos nossos computadores. Portanto, embora a maioria dos usuários que estão lendo este post já conheçam esta informação, nunca é demais lembrá-la:

  • La Placa base, às vezes também chamada de "placa-mãe", é a estrutura central que serve de conexão e meio de comunicação entre os demais componentes de hardware de um computador (processador, placas gráficas, RAM, unidades de armazenamento, etc.).
  • La CPU (Unidade central de processamento) é a unidade central de processamento ou processador cuja principal tarefa é executar operações de cálculo e processamento de dados. As tarefas realizadas pela CPU são básicas para o correto funcionamento do sistema.

Em resumo, pode-se dizer que os dois componentes desempenham um papel diferente, mas vital, para que possamos utilizar o nosso computador. Por tanto, compatibilidade entre os dois é uma questão essencial. Felizmente, existem vários métodos aos quais recorrer para resolver este delicado problema. Nós os explicamos abaixo:

As 3 maneiras de saber se uma CPU é compatível com uma placa-mãe

CPU e placa-mãe

Para tirar todas as dúvidas e evitar cometer erros fatais, temos três formas diferentes de verificar se uma CPU ou processador é compatível com a placa-mãe do nosso computador. Podemos usar qualquer um deles ou, se quisermos ter mais certeza, experimentar todos:

Verifique as especificações da placa-mãe

A solução é simples: procure o manual de instruções da placa-mãe e vá direto ao lista de especificações. Lá encontraremos uma lista com os diferentes tipos de processadores compatíveis.

Infelizmente, nem todo mundo guarda esse manual em casa. Nesse caso ainda podemos ousar abra o gabinete do computador e tente acessar a placa física para saber o número do fabricante e o modelo da placa. Esta operação deve ser feita com cuidado, tentando não causar danos.

Depois de coletadas essas informações, basta acessar o site do fabricante para obter as especificações do nosso modelo ou solicitar diretamente o serviço de suporte técnico.

Verifique o soquete ou slot do processador

A placa-mãe tem um slot chamado soquete no qual o processador está conectado. Cada CPU usa um tipo de soquete específico. A maneira mais direta de saber qual é a nossa placa-mãe é consultá-la no manual do usuário. Você também pode pesquisar o modelo na web.

De forma muito resumida, podemos afirmar que placas-mãe compatíveis com processadores Intel eles usam um soquete tipo LGA; Por outro lado, aqueles que são compatíveis com o modeloRyzen AMD Eles usam um soquete AM4 ou AM5.

Usar software externo

Finalmente, um quarto método para saber se um processador é compatível com a placa-mãe do nosso computador consiste em recorrer a um programa externo. Existem vários que podem nos fornecer a informação que procuramos, mas neste post iremos citar apenas dois, embora provavelmente os melhores:

  • CPU-Z. Este é um software totalmente gratuito. Depois de baixá-lo e instalá-lo em nosso computador, basta ir até a aba “Placa-mãe” onde poderemos ver automaticamente a marca e modelo de nossa placa-mãe. A partir daí, basta revisar as características técnicas da CPU que queremos instalar para verificar se não há problemas de compatibilidade.
  • Selecionador de peças de PC. Outro programa útil que podemos usar para determinar a compatibilidade de qualquer um dos componentes do nosso PC. Desta forma, ao adicionar um novo componente de hardware ao nosso computador (como um novo processador), basta procurá-lo na base de dados do programa e adicioná-lo à nossa compilação. A verificação de compatibilidade garantirá que o novo componente funcionará bem com o hardware existente.

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

*

  1. Responsável pelos dados: Miguel Ángel Gatón
  2. Finalidade dos dados: Controle de SPAM, gerenciamento de comentários.
  3. Legitimação: Seu consentimento
  4. Comunicação de dados: Os dados não serão comunicados a terceiros, exceto por obrigação legal.
  5. Armazenamento de dados: banco de dados hospedado pela Occentus Networks (UE)
  6. Direitos: A qualquer momento você pode limitar, recuperar e excluir suas informações.